sexta-feira, 9 de junho de 2017

Ter saudade do filho que se foi










Ter saudade do filho que se foi
(Mãe Lola, 26.05.2017)                      



 Ter saudade do filho que se foi
É dizer aqueles “Te amo, meu filho”
Ditos tantas vezes
Como se ele ainda
Estivesse ouvindo

Ter saudade do filho que se foi
É ouvir aqueles “Te amo, mãe”
Escutados tantas vezes
Como se ele ainda
Estivesse dizendo

Ter saudade do filho que se foi
É lembrar a sua voz firme, segura
Mas doce

Ter saudade do filho que se foi
É lembrar suas ideias revolucionárias
Sempre libertárias
E tão cheias de ternura
(“Hai que endurecerse,
Pero sin perder la ternura jamás”)

Ter saudade do filho que se foi
É escrever poesia no caderninho
Presente dele
Com a dedicatória inteligente dele:
“Escreva, Lola! Escreva!”

Ter saudade do filho que se foi
É viver intensamente em nome dele
Sabendo o quanto ele queria viver
E ser feliz!

Ter saudade do filho que se foi
É respirar muito fundo
E num profundo lamento de dor
E de amor
Perceber que aquele sem fim
De angústia
De ansiedade
E sofrimento
(doença tormento)
Não mais
Tem poder
Sobre ele
E que ele
Descansa em paz!

24 comentários:

  1. Ele descansa e tu faz o que ele te pediu:Escreve Lola! Assim aplacas um pouco a saudades e dor no coração! bjs, fica bem,chica

    ResponderExcluir
  2. Bom dia Lola.
    Muito lindo e emocionante as suas palavras. Que Deus continue lhe dando essa grande força. Um final de semana de nuita paz. Abraços.

    ResponderExcluir
  3. agradecido pelo papel e caderno do Diogo! E que mãe que ele teve para poder com- partir!

    ResponderExcluir
  4. Mesmo que não escreve querida Lola, a cada poesia que leio que escreves, sempre estou contigo, com vocês. Abraços.

    ResponderExcluir
  5. Que o seu coração se encha do Espirito Santo e seja consolado em todos os momentos desta sua enorme dor minha amiga.
    Bjs

    Tânia Camargo

    ResponderExcluir
  6. Querida amiga, ele descansa em paz, ele se libertou da dor, a dor física que vai aos poucos acabando em vida com as pessoas, acredito que quando as pessoas que amamos partem e deixam essa imensa saudade, jamais serão esquecidas e também não esquecerão dos que aqui ficaram pela força do amor! Difícil imaginar a dor que sentes, pois é a dor mais doída, "deixar" o filho "partir"! Um beijo bem carinhoso em seu coração!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ivone
      Eu só não morro porque tenho um único filho, pois a dor da carne dilacera até a alma e ainda tenho que sorrir para que ele não saiba.
      Há tempos que não conversamos
      Beijos
      Lua Singular

      Excluir
  7. Oi Lola
    Essa saudade corrói o coração e só o tempo poderá amenizar a sua dor e aplacar essa saudade imensa do seu filho amado.
    Um carinho abraço

    Fiquei muito feliz com a sua visita. Volte! Será um prazer recebê-la em minha casa poética

    ResponderExcluir
  8. Que homenagem tão comovente.
    Deve ser uma dor terrível perder um filho, nem consigo imaginar.
    Ele está em paz e que Deus a proteja hoje e sempre a si, Lola.
    Beijinhos
    Maria de
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderExcluir
  9. Sentindo-me incapaz de imaginar dor tamanha, deixo um abraço.

    ResponderExcluir
  10. A partida de um familiar que amamos é dolorosa. Mas nem imagino a dor que a partida de um filho pode causar.
    Gostei da sua homenagem, é muito bela e sentida.
    Bom domingo e boa semana, amiga Lourani.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  11. Querida Lola, não tenho, sequer, a dimensão do que seja perder um filho, a dor deve ser indescritível. Mas o amor que fica é lindo demais, a saudade vira uma lembrança bonita, tua companheira diária...Belo teu poema, escreve, amiga, como ele te pedia...Ele está com você sempre.
    Meu carinho.

    ResponderExcluir
  12. Deve ser muito doloroso perder um filho. Que sabe as lembranças de momentos felizes possam atenuar a dor.
    Um abraço, Lola.

    ResponderExcluir
  13. Boa tarde, companheira Lola
    A perda do Marido provoca uma dor muito profunda, que não se consegue descrever.
    Mas perder um filho deve ser das coisas piores que podem acontecer a uma pessoa.
    Deixa-me acompanhar a tua dor, tal como acompanhas a minha.
    A homenagem que lhe prestas neste belíssimo poema é um grito de dor recheado de um amor que nunca terá fim.
    Faz-lhe a vontade, continua a escrever. Assim o sentirás mais próximo.
    PS – Obrigada pela presença e palavras tão gentis na minha CASA

    Votos de uma semana muito feliz.
    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

    ResponderExcluir
  14. A emoção nos dedos contagia os olhos, beijos

    ResponderExcluir
  15. Olá Lola
    Que Deus console o teu coração. Jesus promete vida eterna para todo aquele que o recebe como Salvador. Abraços querida.

    ResponderExcluir
  16. Lola as suas palavras são emocionantes e nos tocam muito,acredito que não é fácil perder um filho a saudade ficará para sempre,mas Deus a confortará.
    Envie sempre flores para que ele as receba,assim fala o livro "Violetas na Janela".
    Não deixe de escrever.
    Obrigada pela visita e palavras carinhosas.
    bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  17. Lola,
    Quanta dor eu senti, pois só tenho um filho
    Ele estava doente?
    Tenho certeza que ele ele leu com emoção sua poesia
    Que Deus a conforte!
    É difícil
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  18. No hay dolor mayor que el de la perdida de un hijo, lo siento. Un abrazo y gracias por tu visita a mi blog.

    ResponderExcluir
  19. Bom dia, lamento a perca do seu filho, posso imaginar a enorme dor permanente sentida pela perca.
    AG

    ResponderExcluir
  20. Olá Lola, te encontrei novamente querida, e lendo seus versos vejo que sofres a dor da perda,que Deus conforte seu coração e que ele esteja nos braços do Pai e receba muita luz na dimensão que se encontra.
    Estou seguindo seu blog outra vez. Terei prazer em receber sua linda e amável visita.
    Meus links.

    http://escrevendosemavogala.blogspot.com.br

    https://afetocolorido.blogspot.com.br

    http://simplicidadempoesia.blogspot.com.br



    Bjss!

    ResponderExcluir
  21. Lola, amo-te. Abraço tua dor. Todo amor que você, Ildo e sua família podem receber de mim. Amo-te na dor.

    ResponderExcluir
  22. E por ele, Lola... tem de continuar a escrever... homenageando a sua vontade... e deixando-o orgulhoso, onde quer que esteja...
    Um beijinho grande!
    Ana

    ResponderExcluir

Oiiii! Que bom que estás aqui comigo. Valeu!

Oiiii! Que bom que estás aqui comigo. Valeu!
Muito obrigada pela visita. Volta!